Terça-feira, 30 de Outubro de 2012

Antanáclase...

«Nos Estados Unidos, dez estados declararam o estado de emergência.»

 

Carlos Daniel, noticiário da RTP

publicado por Mário Pereira às 14:23
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 26 de Outubro de 2012

Mais 7,5 mil milhões para os bancos. É de mais!

Numa crise como esta, com os portugueses a sofrerem a maior carga de impostos da sua história e com o governo, apesar disso, a falhar clamorosamente todas as metas a que se propôs em matéria de redução do défice e da despesa pública, como é que este governo ainda tem a pouca vergonha de pôr de lado 7,5 mil milhões de euros para uma "eventual necessidade de recapitalização dos bancos"?

Não percebo nada de finanças nem de economia, mas não me digam que isto tem alguma coisa que ver com economia de mercado.

Os bancos, que têm uma enormíssima responsabilidade na situação de dívida excessiva que atingimos, tanto pública como privada; que pagam menos impostos do que as outras empresas; que são contra toda e qualquer regulação; que dão lucros de milhões; apesar de tudo, precisam que o governo nos esmifre mais 7,5 mil milhões para uma "eventualidade". 

Entretanto, continuam a investir nas dívidas dos países, portuguesa incluída, porque é mais lucrativo, em vez de financiarem a economia real, que é a verdadeira razão da sua existência.

E o Vítor "Rapa-tudo" Gaspar ainda goza connosco, quando diz que há "um enorme desvio entre o que os portugueses [o melhor povo do mundo] acham que devem ter como funções do Estado e os impostos que estão dispostos a pagar".

Como se alguma parte deste "enorme aumento de impostos" servisse para outra coisa que não para pagar, não a dívida, mas sim os juros da dívida.

É de mais!

publicado por Mário Pereira às 09:15
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 24 de Outubro de 2012

Vem aí o assalto final...

O presidente do BPI - que este ano já deu mais de 100 milhões de lucro - não quer que seja posta em causa a constitucionalidade do Orçamento Geral do Estado, porque "não podemos estar sujeitos à ditadura do Tribunal Constitucional". 

Alguns empresários têm dito repetidamente, a propósito das greves que vão ocorrendo, nomeadamente nos transportes e nos portos, que, "sem querer pôr em causa o direito que as pessoas têm de as fazer", é necessário travá-las, porque "dão cabo do país".

Diversos banqueiros, empresários, políticos e comentadores têm alertado para a necessidade de alterar a Constituição, pois esta é "um travão" às "medidas de austeridade necessárias" para recolocar no "rumo certo" este país que "tem vivido acima das suas possibilidades".

O direito à greve, o Tribunal Constitucional e a própria Constituição surgem assim como as novas "forças de bloqueio".

O estado social, os direitos adquiridos, o direito à educação, à reforma, à protecção no desemprego e na doença, tudo isto e muito mais está em causa.

O Gasparzinho ataca as reformas, o subsídio de desemprego, as baixas e o RSI.

O próprio direito à alimentação está em causa, como se comprova pelo alarmante aumento de pessoas que têm que recorrer à sopa dos pobres.

Para grande alegria do primeiro-ministro, dos bancos e até, pasme-se, da Igreja, são aos milhares os portugueses que têm que sair do país para poderem trabalhar.

Aqui e ali, algumas pessoas vão ficando sem telefone, sem internet, sem televisão ou simplesmente sem electricidade, por falta de pagamento ou por causa dos repetidos furtos de cobre. Outras vezes, são as tampas dos esgotos e das sarjetas que são levadas, deixando as estradas com buracos extremamente perigosos para quem nelas circula. Assaltos a multibancos, são quase diários.

Ferreira Leite chegou a defender a suspensão da democracia como única forma de se conseguir equilibrar as contas. Na última vez que isso aconteceu, a "suspensão" durou, não seis meses, mas sim quarenta e oito longos anos.

Entretanto, o ex-secretário de Estado das obras públicas Paulo Campos, talvez amuado por ainda não ter conseguido um tachão numa empresa das PPP, queixou-se publicamente de ter que viver à custa dos papás, porque 3500 euros por mês não lhe chegam.

O próprio presidente da República também diz que dez mil euros por mês são insuficientes para as suas despesas, apesar de ter carro, cama, mesa e roupa lavada. As más línguas (credo!) dizem que gasta mais do que o rei "caça elefantes" de Espanha.

Que mais nos irá acontecer?...

publicado por Mário Pereira às 21:01
link do post | comentar | favorito
|

Escrevam por extenso, caramba!

«Mil trezentos e cinquenta e sete mil milhões de euros», acabo de ouvir no noticiário da RTP.

O mesmo locutor dissera momentos antes, referindo-se ao provável reforço da ajuda europeia à Grécia, «dezoito milhões de euros» em vez de «dezoito mil milhões de euros». E não se trata de um jornalista «maçarico», mas pelo contrário de um profissional experiente e de créditos firmados.

Estou farto de ouvir na televisão e na rádio e de ler nos jornais disparates deste género.

Estas calinadas, longe de se poderem apenas considerar ridículas ou risíveis, são graves porque induzem o público em erro.

A explicação para a recorrência destes erros grosseiros na comunicação social é, obviamente, a incompetência de quem não sabe ler números.

Mas, como é difícil ensinar a profissionais (supostamente) qualificados coisas que eles deveriam saber desde a escola primária, talvez fosse mais simples escrever os números por extenso.

Digo eu...

publicado por Mário Pereira às 13:33
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 17 de Outubro de 2012

Selecção portuguesa tem um a mais e outro a menos

Foram precisos cem jogos do Ronaldo por Portugal para as pessoas começarem a questionar o seu rendimento na selecção.

Para mim o Cristiano nem é o melhor do mundo - é «só», de longe, o melhor português de todos os tempos -, mas se na selecção quase nunca atinge o elevadíssimo nível que consegue no Real Madrid, por alguma coisa será. E não é por desinteresse ou desmotivação, já que se trata de um profissional a 100 por cento.

Para mim, a coisa é simples. De explicar, que de resolver nem tanto...

Todas as equipas precisam de jogar como tal, para que os melhores jogadores possam sobressair. 

O exemplo mais flagrante disso é a Argentina. Tradicionalmente cheia de grandes jogadores, raramente funciona como equipa. Ultimamente tem conseguido fazê-lo e o Messi, claro, tem aparecido em grande.

Para uma equipa jogar como equipa, é essencial ter um treinador digno desse nome.

Que é o que nós não temos.

Vai-te encher de moscas, ó Paulo Bento...

publicado por Mário Pereira às 16:20
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 10 de Outubro de 2012

Miséria: o preço a pagar pela salvação do São Euro

Perante o empobrecimento da Europa, e enquanto os povos começam, a pouco e pouco, a dar sinais de revolta, o que fazem os seus principais responsáveis?
Os poderes económico-financeiros, que beneficiaram desta autêntica lei da selva para enriquecer o mais possível, nada farão enquanto a isso não forem obrigados. Solidariedade é uma palavra desconhecida no mundo dos negócios.
Os políticos, que por falta de regulação permitiram que se tivesse chegado a esta miséria, limitam-se agora a adoptar medidas que, apesar de empobrecerem cada vez mais as pessoas, asseguram aquele que é, para eles, o objectivo fundamental: a sobrevivência do euro.
Depois dos gregos e dos portugueses, chega agora a vez dos espanhóis serem punidos por terem andado a viver "acima das suas possibilidades". Se nada for feito entretanto, seguir-se-ão os italianos, os franceses e por aí fora...
«Llamamiento frente a la crisis

La distribución de alimentos es una de las acciones más importantes del Llamamiento de Ayuda lanzado por Cruz Roja Española (‘Ahora + que nunca’) con el fin de incrementar su apoyo a las personas afectadas por la crisis en nuestro país y atender a 300.000 personas más en situación de extrema vulnerabilidad.»

«Cruz Vermelha espanhola lança apelo histórico

A Cruz Vermelha espanhola lança um apelo histórico, de recolha de bens alimentares e donativos, para ajudar os próprios espanhóis. O apoio prestado tem cada vez mais dependentes, famílias inteiras afectadas pela crise e pelo desemprego. A instituição quer ajudar 300 mil espanhóis que vivem em situação de "extrema vulnerabilidade".»

«Cruz Vermelha de Espanha concentra-se pela primeira vez em ajudar espanhóis

A Cruz Vermelha espanhola ajudou 2 milhões de espanhóis em 2011, e agora quer ajudar outros 300 000 (DANI POZO/AFP)

É uma iniciativa histórica e fruto da actual crise económica e financeira em Espanha. A Cruz Vermelha espanhola, habituada a ajudar países sub-desenvolvidos, lançou a campanha "Agora + do que nunca". Os problemas dos outros já chegaram ao país vizinho.»

publicado por Mário Pereira às 12:08
link do post | comentar | favorito
|

Coisas do twitter do Pedro...

 

Retirado do http://www.facebook.com/roquedias, com a devida vénia.

publicado por Mário Pereira às 11:18
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 1 de Outubro de 2012

Pensionistas

Outubro 2011

 

Total: 3.473.392

Seg. Social: 2.896.065

CGA: 577.327

 

Em percentagem da população activa:

Total: 62,2           

Seg. Social: 51,9

CGA: 10,3

 

 

Março 2012 (30/03/2012):

Total: 3.535.422

Seg. Social: 2.943.645

CGA: 591.777

 

Em percentagem da população activa (20/04/2012):

Total: 63,8

Seg. Social: 53,1

CGA: 10,7

 

Fonte: http://www.pordata.pt/Portugal/Pensionistas+total++da+Seguranca+Social+e+da+Caixa+Geral+de+Aposentacoes-851

publicado por Mário Pereira às 13:36
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

 

.Contador

.Maio 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.posts recentes

. A culpa é dos pilotos. E ...

. Há poucos médicos. Porque...

. Vão trabalhar, malandros!

. Apetecia-me atirar o Maga...

. Nasci refugiado

. A triste natureza humana

. Estamos entregues às mafi...

. Aprender ou não a lição, ...

. Cristiano, Bento e Jardim...

. (Des)humanidades...

.arquivos

. Maio 2015

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds