Sexta-feira, 11 de Maio de 2012

Alemães: estúpidos ou hipócritas?...

Schäuble diz que zona euro está em condições de suportar saída da Grécia

O ministro das Finanças alemão, Wolfgang Schäuble, afirmou hoje, em entrevista ao jornal Rheinische Post, que a zona euro "está mais resistente" e tem condições para suportar uma saída da Grécia da moeda única.
http://noticias.sapo.pt/economia/artigo/schauble-diz-que-zona-euro-esta-_3658.html

Portugal deixou de produzir para se tornar um país de serviços.
De turismo, dizia-nos Cavaco enquanto destruía alegremente o nosso tecido produtivo em troca dos milhões que nos chegavam diariamente da Europa.
Hoje, foram-se os milhões e a produção.
Estamos pobres de novo, como preveria facilmente qualquer um que não se tivesse deixado cegar pelos ditos milhões.
Porque o pior cego é o que não quer ver.
A Grécia é o país da Europa que mais gasta em armas per capita, comprando principalmente à Alemanha (submarinos e tanques) e à França (helicópteros e fragatas), precisamente os países que mais os têm pressionado para reduzirem as despesas. 
Mas que não quiseram que eles devolvessem as fragatas e os submarinos. 
Porque "os contratos são para cumprir".
Excepto os contratos com as pessoas. 
Corta-se então despesas nas prestações sociais e nos salários.
A indústria das armas é uma das maiores vergonhas das nações desenvolvidas, democráticas e humanistas.
Com essas armas, tem o ocidente enriquecido.
A Rússia e a China também, claro. 
Mas não são democracias, nem desenvolvidos, muito menos humanistas.
Com essas armas, têm-se os países subdesenvolvidos chacinado entre si, em guerras fratricidas que apenas os têm empobrecido.
À excepção, claro, das elites dirigentes, que negoceiam alegremente com as potências "humanistas" a compra dessas armas, em troca das enormes riquezas dos seus países.
Essas elites exploram muito mais os respectivos povos do que alguma vez "nós" fizemos.
Quando toda a Europa estiver falida, quero ver para onde é que a Alemanha exporta. 
Custa muito ver isto?...
publicado por Mário Pereira às 11:05
link do post | comentar | favorito
37 comentários:
De CARLOS ALEXANDRE a 13 de Maio de 2012 às 00:29
Focando-me apenas na sua questão, a minha opinião é de que o que a Alemanha pretende é, tão só, o total domínio da actual Europa, agora alargada aos países da ex-URSS. Após as 2 últimas guerras mundiais (em que foram derrotados), que fascínio este de atingir agora esse domínio alargado, apenas com o "argumento" duma disciplina orçamental. Assim, a Alemanha irá agora conseguir resultados/domínio, que as suas 2 guerras mundiais não obtiveram.


De jorge a 13 de Maio de 2012 às 17:31
O que e preciso para que as pessoas entendam , que não é gastar o que tem e o que não tem, que se vai algum lado.
Desde de uma casa de família ate um governo seja do pais mais rico sem rigor no orçamento nunca se vai a lado nenhum. Nem quando se tenta esconder o sol através de uma rede de peneira.


De Portuga Sofredor a 13 de Maio de 2012 às 05:13
Os estúpidos gananciosos, são os cavacos & Cia desta Europa...África e Ásia.
Ainda há muitos a comprar...e muita comissão a distribuir.


De Algarve a 13 de Maio de 2012 às 18:16
Se fossem todos como o Cavaco estavamos bem,não precisamos de TGV´S e de três travessias do Tejo,precisamos de empresas e dinheiro para produzir.


De andre luiz a 13 de Maio de 2012 às 07:52
Para China...Brasil....India...so os ultimos contratos das 3 maiores marcas automobilisticas em alemanha fechados com a china supera a quota de exportacao para todo o resto do mundo. Como disse enquanto estes paises comprarem....eles estao bem das pernas. Eles tem um plano b caso a UE desabe acreditem.


De Fernando a 13 de Maio de 2012 às 09:03
Este blog que o Sapo usa para difundir "opiniões" não está identificado. Quando se clica no perfil, nada aparece. Quem é o autor? Merece qualquer credibilidade?


De Fernando a 13 de Maio de 2012 às 09:13
Sobre o tema.
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Sobre o tema. <BR class=incorrect <a name="incorrect">Enqunto</A> </A>a Alemanha andou 3 décadas a injectar dinheiro na economia portuguesa quase a fundo perdido, os alemães eram considerados os supra-sumos da Europa pelos quais os portugueses manifestavam uma admiração sem limites. <BR>Agora que a Alemanha resolveu por um ponto final ao desvario nacional e começou a fazer exigências relativamente às quantidades e ao uso dos dinheiros fáceis que aqui injectava (não só aqui....claro) chamamos os alemães de estúpidos ou hipócritas. <BR>Mas afinal quem são os estúpidos, os hipócritas, os cínicos e interesseiros ?????? Os alemães ou os portugueses??????? Parece-me óbvia a resposta. Basta analisar e comparar a economia alemã e os níveis de bem estar dos alemães com os portugueses e com quase todos os outros países da Europa!


De Anónimo a 13 de Maio de 2012 às 20:46
Será que esse senhor, é cego ou não quer ver ou também come de taxo só assim se compreende seus comentários .COMO alguém escreveu porque não receberam as armas de volta


De Arielle a 13 de Maio de 2012 às 20:59
Finalmente escreve uma pessoa neutra e entendida do assunto sem patriotismo!
A oferta vive de acordo com a procura. A Alemanha nao vive somente de vendas de armas, pelo contrário, somos campeoes de exportacoes no planeta gracas à organizacao e disciplina do povo alemaoe .
Comparar a Alemanha de agora com o passado é apenas inveja. Eu naao iria gostar de emprestar dinheiro a alguém sem ter garantia de devolucao.



De Fernando a 13 de Maio de 2012 às 09:29
Discordo completamente que tenha sido Cavaco Silva o responsável pela desindustrialização de Portugal. Dizer isso não é mais que repetir um argumento veiculado por certos meios políticos e partidários para esconder outros.... Cavaco Silva acede ao poder quando? Depois de Mário Soares ter conduzido o país perto da bancarrota em 1985 que levou à intervenção do FMI com a aplicação de medidas de austeridade para repor o equilíbrio financeiro, Não esquecer que a taxa de inflação nessa altura, fim do governo soarista tinha chegado quase aos 30% ano. Os industriais portugueses iam descapitalizando as suas empresas recorrendo ao crédito bancário e aplicando os lucros gerados em proveito próprio na construção de vivendas de luxo, na compra de carros de luxo e mantendo um estilo de vida principesco à custa das suas empresas. A competitividade das industrias nacionais e da economia portuguesa era mantida pela sistemático recurso à desvalorização do escudo, etc. etc. . No final dos mandatos de Cavaco Silva a taxa de inflação tinha descido de 30% para 9%, e tinha acabado com a "mama" da desvalorização do escudo para manter o estilo de vida da maioria dos industriais nomeadamente os da industria têxtil e do calçado. Quando isso deixou de ser possível as empresas portuguesas começaram a "cair que nem tordos", porque de repente foram confrontados com empresas com tecnologias obsoletas, falta de organização, deficiente gestão, praticando salários de miséria e usando mão de obra desqualificada. Ou seja empresas incapazes de competir com as suas rivais europeias e não só. O dinheiro que veio para Portugal às carradas foi no período de transição para a adesão de Portugal à CEE que nunca foi utilizado em benefício da competitividade empresarial e da qualificação dos trabalhadores portugueses, mas foi direitinho para o bolso dos empresários que faziam formação profissional fantasma e para os formadores, grandes beneficiários de parte desses fundos.... etc. , etc. , etc. ,


De José a 13 de Maio de 2012 às 17:04
Não tenho dúvidas que foi Cavaco Silva e o seu "gang" de ministros o precursor do declínio de Portugal . no inicio dos anos 90 tínhamos grandes grupos industriais que exportavam tecnologia , tínhamos uma sorefame que exportava comboios para os EUA, para o mercado sul-americano , hoje compramos comboios aos alemães , tínhamos uma Lisnave que produzia e reparava embarcações de grande calado , hoje compramos á Alemanha , tínhamos uma Mague que fabricava turbinas para as nossas centrais eléctricas e outras para exportação , hoje compramos á Alemanha . E as vendas destes grupos económicos foram realizadas em que mandatos ?CAVACO SILVA , O tal que andava com um tal de Porter que afirmava que o futuro de Portugal não estava na industria mas nos serviços e no turismo. Vejamos onde estamos agora. Claro que os governos PS tanto de Guterres como de Sócrates agravaram de forma exponencial a situação. Esta Europa tem de ser refundada , assim só serve á Alemanha e a mais ninguém . Neste momento a Alemanha exporta para a china e usa o resto da Europa como meda de troca nas relações comerciais com a China , exige aos seus parceiros europeus a abertura dos mercados aos têxteis , calçado e outros produtos chineses para poder vender Mercedes e bmw para lá . Portugal é sem dúvida um dos grandes prejudicados ...


De Algarve a 13 de Maio de 2012 às 18:20
Tinhamos uma Sorefamme e uma Lisnave que estava sempre em greve...Não se lembra disso?Eu lembro-me muito bem,os comunistas arrasaram essas empresas!...


De Fernando a 14 de Maio de 2012 às 00:00
Grupos que desapareceram por duas ordens de razões: 1. A concorrência internacional conjugada com a baixa produtividade do sector comparada em termos internacionais. 2.A espoliação feita por via das reivindicações dos sindicatos comunistas que consideravam a Lisnave, Stenave e Sorefame como feudos do Partido Comunista. Na época eram dos trabalhadores industriais mais bem pagos de Portugal. Depois destes senhores contribuírem para a destruição dessas empresas (lembrem-se que os trabalhadores da Auto Europa não foram na conversa desses senhores, senão já tinha desaparecido de Portugal) para se lavarem, deitam as culpas para os outros. Toda a gente já percebeu como é o PC e sindicatos do "gang" como o senhor diz, precisam de bandeiras para sobreviverem politicamente e a pior coisa que poderia acontecer a esse partido e sindicatos é os portugueses estarem todos empregados. Eles rejubilam com a desgraça do desemprego, mas nunca se ouviu da boca deles a disposição de aceitarem trabalhar menos um quarto do tempo de trabalho diário, receberem menos um quarto do seu rendimento mensal para dar lugar aos seus camaradas desempregados como aconteceu no período da unificação da República Federal Alemã com a República Democrática Alemã..... e os alemães é que são estúpidos e hipócritas.... Ah AH AH deixa-me rir


De Artemi a 13 de Maio de 2012 às 19:01
Subscrevo inteiramente!!!!!

Opus-securos fala sem ter estudado a lição!


De Jorge a 13 de Maio de 2012 às 19:37
Cavaco Silva tem alguma culpa no "cartório", sim senhor.
Essa culpa é na medida em que foi nos mandatos dele que o País(empresas e pessoas) receberam muitos milhoes de euros para se destruir meios de produção e a haver as ditas cotas(lembram-se!?) em que nós não podemos produzir muito leite, nao se pode pescar muito peixe(Lembram-se do abate de varios barcos de pesca a troco das verbas da União??) entre muitos outros produtos e serviços.
Claro que isto foi o inicio, depois veio o Guterres, este sim começou a dar a machadada grande para o grande apogeu atingido pelo "irmao" Socrates.
Esta crise europeia não é mais do que a prova da imcompetencia, irresponsabilidade e íncúria de politicos que mais não fizeram do que roubar e gastar dinheiro que não tinham.


De Jorge a 13 de Maio de 2012 às 09:52
Não considero os alemães estúpidos nem hipócritas, mas sim muito inteligentes, e não é por acaso que são a maior economia da Europa. Aliás, os países nórdicos cansaram-se de financiar os desvarios dos países do sul e isto de sobreviver à custa dos outros dá, invariavelmente, maus resultados.


De CCC a 13 de Maio de 2012 às 23:04
Concordo consigo plenamente. Os nossos governantes têm vendido o pais por falta de claravidencia do pais real e do que é realmente os potenciais deste pais...eu estou falto de ver incompetentes no estado...como evitar? se eles fazem orelhas moucas.


De Anónimo a 13 de Maio de 2012 às 09:53
Perfeitamente de acordo. Enquanto o povo fica cada vez mais enfraquecido, os elitistas europeus e mundiais continuam a fazer de nós palhaços.


De António Santos a 13 de Maio de 2012 às 10:22
Confesso que a mim custa-me ver isso.
A Alemanha não é nem estúpida nem hipócrita como dizes, apenas boa gestora dos seus dinheiros ao longo de décadas.
Ninguém obrigou a Grécia desde há dezenas de anos a comprar tamanho arsenal bélico, e muito menos à Alemanha ou à França. Fê-lo porque quis por vontade e soberania do povo através de governo eleito.
Lá, tal como cá tem-se vivido acima das possíbilidades de um país pequeno, há muito tempo, atirando para o futuro o preço dos desvarios. Meus senhores, o futuro... chegou, e é hoje!


De Luis a 13 de Maio de 2012 às 10:25
Como dizes no teu texto, o pior cego é aquele que não quer ver....mas pior é que a Alemanha tem a memoria muito curta...esquece-se das consequências que teve o Tratado de Versailles que lhes foi imposto no final da Grande Guerra, guerra essa que ela própria iniciou...o resultado acabou por ser a 2ª Guerra Mundial...e agora a Alemanha quer impor um tratado de Versailles, versão sec. XXI, só que a toda a UE...Serão estúpidos ou hipócritas??? Eu diria cegos, ignorantes e incompetentes


Comentar post

.pesquisar

 

.Maio 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.posts recentes

. A culpa é dos pilotos. E ...

. Há poucos médicos. Porque...

. Vão trabalhar, malandros!

. Apetecia-me atirar o Maga...

. Nasci refugiado

. A triste natureza humana

. Estamos entregues às mafi...

. Aprender ou não a lição, ...

. Cristiano, Bento e Jardim...

. (Des)humanidades...

.arquivos

. Maio 2015

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds